Auditoria e
Recuperação Retroativa
de Vendas com Cartões

Recuperamos o capital financeiro que é seu por direito.

Recuperamos uma perda variável de 0,015% a 4,7%
do faturamento mensal em cartões,
cujas principais causas são:

  • Taxas administrativas acima do valor acordado
    Acontece quando a adquirente cobra uma taxa diferente da que você acordou em contrato.
  • Valores retidos
    Algumas adquirentes, sem máquina própria que estão ativas em outras bandeiras, não repassam os valores de vendas, alegando divergência de domicílio bancário ou não cadastro de domicílio para depósito.
  • Antecipação de Vendas
    Acontece quando a adquirente faz uma antecipação sem que você tenha solicitado, gerando uma cobrança de taxa indevida.
  • Ausência de formalismos de taxas acordadas entre as adquirentes e os clientes
    Esse é o maior vilão dos estabelecimentos. A falta proposital de transparência das adquirentes nos acordos de taxas, o que ocasiona nas divergências de perdas financeiras.

Sem ter que investir nada agora.

Você pagará um percentual do valor recuperado somente quando receber o dinheiro.

Como fazemos:

1 – Contrato e envio das informações:

Nessa fase iremos realizar o seu credenciamento para analise de perfil e a coleta de seus documentos;


2 – Auditoria:

Através de software próprio, efetuamos a análise dos últimos 10 anos da sua operação de cartão de crédito, débito e vouchers, buscando divergências sobre os contratos firmados com as operadoras e cobranças indevidas feitas sem autorização;

3 – Apresentação de resultados:

Com base na auditoria, geramos relatórios por adquirente com os valores considerados divergentes. Os resultados serão apresentados ao cliente para ciência e aprovação;


4 – Acionamento jurídico:

Com base nos resultados obtidos, nossa equipe jurídica distribui a medida judicial por CNPJ e adquirente, solicitando que cada adquirente se posicione sobre o que apuramos indevido. Dependendo do posicionamento, o cliente decide qual ação tomar, quer seja pela desistência ou a continuidade da ação ou eventual acordo;

5 – Recuperação dos valores e honorários:

O prazo médio para recebimento dos valores é de 6 meses a 3 anos;

Você somente pagará um percentual do valor recuperado quando receber tais valores em juízo;

Só com a Strategicos você:

Usufrui de software com inteligência artificial para analisar milhares de transações em poucos minutos.

Paga pelos nossos serviços somente se recuperar valores.

Sabe rapidamente o potencial de valores que pode recuperar sem gastar nada com isso.

Identifica suas perdas financeiras sem custo nenhum.

Recupere dinheiro
auditando todas as transações com cartões
dos últimos 10 anos.

recuperamos mais de R$ 470 milhões
para nossos clientes.


Valores com vendas de cartões recuperados via judicial.

Cliente / Faturamento ano: Valor da recuperação:
Mini Mercado
/ R$ 2.370.480,01
R$ 71.347,97
Posto de Combustível
/ R$ 12.910,463,74
R$ 248.753,01
Farmácia
/ R$ 722.520,03
R$ 34.995,08
Restaurante
/ R$ 1.161.282,48
R$ 78.087,23
Auto Peças
/ R$ 3.330.175,20
R$ 49.952,63

  • atacadistamega
  • audi
  • bamboo-suchi
  • bate-forte
  • bigolin
  • bobs
  • brasrafia
  • carrefour
  • comper
  • coper-mutum
  • distribuidora-lopes
  • excelencia
  • ferguedes-distribuidora
  • ferrowam
  • fertipar
  • fiat
  • fogliatto
  • ford
  • fort-atacadista
  • frompet
  • gol-log
  • grupo-cavalcanti-petribu
  • grupo-parvi
  • grupo-pereira
  • grupo-recol
  • grupo-sapiens
  • haley-davidson
  • hiper-gotardo
  • hotelariabrasil
  • ibl-logistica
  • jaguar
  • jj-supermercados
  • john-deere
  • land-rover
  • laranjao
  • massey-ferguson
  • master-boi
  • nassau
  • ondunorte
  • panelao-supermercados
  • piarara
  • ramos-e-silva
  • recol-veiculos
  • supermercados-pires
  • supermercadossantacruz
  • synapsis
  • tam-cargo
  • tome-leve
  • veratti-supermercados
  • vitrolar-metalurgica
  • yamaha
  • zanardo-automolas

    A Strategicos tem experiência de 10 anos em recuperação financeira e de tributos.
    Atendemos todo o Brasil.

    Perguntas frequentes:

    1) Já tenho uma empresa de conciliação. Mesmo assim tenho perfil?
    Sim. 78% das empresas que vendem no cartão possuem cobranças indevidas. Estas cobranças não são percebidas pelos empresários, mesmo fazendo o controle manual, por ERP ou por TEF.
    2) Pode ocorrer de não haverem valores retroativos a receber?
    Sim. Já tivemos empresas que não tiveram resultados. Pode ser que o valor não seja significativo para uma cobrança judicial.
    3) Qual a metodologia de cobrança?
    Tentamos a via administrativa, embora saibamos que não é tão eficaz quanto a judicial. Assim, quando a via administrativa se torna infrutífera, propomos a via judicial para a cobrança.
    4) Em quanto tempo terei os valores restituídos?
    Extrajudicialmente, o prazo médio para recebimento dos valores é de 2 a 4 meses. Judicialmente, é de 6 meses a 3 anos.
    5) Tenho que pagar honorários antecipado?
    Não. Nem na entrega do relatório de auditoria e nem no transcorrer do processo judicial.
    6) Essa proposta de recuperação através de medida judicial, pode prejudicar a minha relação comercial com as adquirentes?
    Isso é um MITO. Não acreditamos nesta possibilidade. Existem milhares de ações distribuídas em todo o país com a mesma finalidade, sem qualquer reclamação dos clientes nesse sentido. É importante ressaltar que as adquirentes possuem departamento jurídico para tais questões. Essa demanda não comunica com área de relacionamento de clientes das operadoras, o assunto é estritamente jurídico.
    7) Como vocês encontram esses valores a recuperar?
    Acessamos o portal das adquirentes para analisar suas movimentações retroativas com cartões dos últimos 10 anos, conferindo se elas estão de acordo com os contratos firmados. Para tanto, utilizamos um software próprio com inteligência artificial para auditar os extratos e demais documentos. Além disso, analisamos os extratos da conta corrente cadastrada para recebimento a fim de checarmos se tudo o que foi vendido foi devidamente creditado na conta bancária.
    8) Quais adquirentes são analisadas no serviço?
    Incialmente, priorizamos o processamento dos 8 maiores players de mercado: Cielo, Rede, Getnet, Stone; BIN, SafraPay, Elavon e Pagseguro. Todavia, estamos preparados para atender a todas as demandas, mesmo que envolva outras adquirentes, incluindo e-commerce.
    9) Essas adquirentes fazem acordo?
    Sim. Mais de 70% das ações terminam em acordo, podendo ocorrer de 2 meses a 3 anos. A adquirente faz a proposta, e nossa equipe jurídica tem o dever de informar nosso cliente, que é a única pessoa que decide se aceita a proposta ou não.
    10) Em caso de medida judicial, corro o risco de perder a ação?
    Nunca perdemos uma ação. É importante ressaltar que os nossos honorários são pagos apenas no êxito. Ou seja, se houver uma chance significativa de perda, iremos apresentá-la no relatório de auditoria antes de ingressar com a ação.
    11) Já fazem X meses que não utilizo mais determinada adquirente, inclusive já retiraram os equipamentos. Mesmo assim, posso fazer a análise retroativa?
    Sim. O fato de a operação não mais estar ativa não quer dizer que não possamos analisar dados retroativos. Isto é um direito do cliente. No entanto, o cliente deverá realizar o contato com tais adquirentes para solicitar a reativação do portal de acesso de tais adquirentes. Caso o cliente não consiga obter tais informações, a Strategicos acionará os órgãos de defesa do consumidor para solicitação de tais informações.
    12) Em caso de medida judicial, qual é o valor das custas processuais para ingressar com a ação?
    Para os estabelecimentos que estão com dificuldade financeira, se comprovado, pode-se obter justiça gratuita, parcelamento e prorrogação das custas para pagamento ao final do processo, mas cada estado tem sua tabela de custas.
    13) Se os dados de acesso referente à operação de cartões for vinculados ao Internet Banking, como é o caso da SafraPay, qual será o procedimento?
    Nesse caso, o cliente será responsável por solicitar as informações e documentos conforme a orientação da Strategicos, tendo em vista que nenhum colaborador, nem mesmo o parceiro, tem permissão para solicitar os dados de acesso da conta corrente de seu cliente.
    15) Qual é o período para levantamento dos valores de divergências decorrentes dos recebíveis de cartões?
    Buscamos os últimos 120 meses (10 anos), nos termos do artigo 205 do Código Civil Brasileiro, entendimento consolidado pelo STJ no EAREsp 676.608.
    16) Tive mais de um domicílio bancário para recebimento das vendas em cartões nos últimos 10 anos. Como podemos proceder?
    Deverão ser solicitados os extratos bancários de todas as contas cadastradas como domicílio bancário, de acordo com o período de seu cadastro.
    17) Quais documentos são necessários para o levantamento dos valores divergentes?
    Dados de acesso ao portal das adquirentes, última alteração do contrato social, documentos do representante legal, extratos* da conta cadastrada como domicílio bancário dos últimos 120 meses em formato Excel ou CSV e acordo de taxas (ou algum documento, e-mail, comunicação escrita sobre as taxas, ou alguma meta de faturamento para reduzir as taxas), e o histórico de taxas, se houver. * Nota: sugerimos que o cliente filtre o extrato da conta corrente para demonstrar apenas os recebíveis de vendas das adquirentes.
    18) Tem como tirar o extrato só com as vendas das adquirentes?
    Sim, é possível filtrar somente os apontamentos referentes à adquirente em análise. Sugerimos que você faça contato com o gerente do seu banco para tal procedimento.
    19) Quem será o responsável por solicitar os documentos nas adquirentes?
    O responsável pela coleta de documentos será a Strategicos, desde que tenhamos os dados de acesso ao portal e a procuração com poderes para essa finalidade.
    20) Caso a Strategicos não consiga levantar todos os documentos da adquirente, qual será o procedimento?
    Faremos diversas tentativas, por e-mail, por telefone, bem como registro das reclamações nos órgãos de defesa ao consumidor. Não havendo êxito, ingressaremos com uma ação de exibição de documentos. Ressaltamos que não serão cobrados honorários decorrentes desse processo judicial.
    21) Existe algum custo para o levantamento dos valores?
    Não, não existe nenhum custo para o levantamento dos valores. Somente haverá cobrança de honorários quando obtivermos êxito na recuperação dos valores divergentes, judicial ou administrativamente.
    22) Como é assegurada a proteção das informações obtidas em razão da execução desse trabalho?
    Nosso contrato contém cláusula de confidencialidade, que protege as informações confidenciais em face de terceiros, todavia recomendamos que, após a apuração dos valores divergentes, o cliente altere as senhas de acesso aos portais das adquirentes, como medida de proteção extra.
    23) Qual é o valor mínimo considerado viável para seguir com a cobrança em face das adquirentes?
    Consideramos como valor viável os que forem iguais ou superiores a R$ 3.000,00, conforme cláusula 1ª, § 3º, do Contrato de Prestação de Serviços. Se o valor for inferior, não haverá cobrança de honorários para a confecção do relatório de resultados.
    24) É necessário reconhecer firma da assinatura do Contrato de Prestação de Serviços? E da assinatura da Procuração?
    Não é necessário reconhecer firma da assinatura do Contrato de Prestação de Serviços, contudo será necessário o reconhecimento de firma da assinatura da Procuração somente quando a adquirente em análise for a Cielo.

    Fuja dos riscos:


    • Cobranças de taxas acima do valor acordado;
    • De aluguéis de P.O.S inativos cobrados indevidamente;

    Recupere
    dinheiro para o seu caixa
    sem ter que investir nada.

    Clique no botão abaixo agora mesmo
    e saiba quanto dinheiro
    você pode recuperar:

    Vamos agendar uma reunião?

    Campo Grande

    Av. Afonso Pena, 4496, 14º Andar
    Jardim dos Estados
    Campo Grande - MS

    +55 67 4042-0439

    São Paulo

    Av. Paulista, 509, 5º andar, Cj. 510
    Bela Vista
    São Paulo - SP

    +55 11 2450-7909

    São José do Rio Preto

    Av. Anísio Haddad, 8001, Cj. 301
    Jardim Vivendas
    São José do Rio Preto - SP

    +55 17 3600-9449

    Franca

    Rua Rio Solimões, 833, Sala 202
    Residencial Amazonas
    Franca - SP

    +55 16 3600-9436


    Recuperação de Crédito Tributário

    Abrir chat